kito – Um popular candidato presidencial equatoriano foi morto a tiros na quarta-feira ao deixar um comício na capital do país, levando o presidente Guillermo Lasso a declarar estado de emergência e culpar o crime organizado pelo assassinato. Fernando Villavicencio, um militante anticorrupção de 59 anos que se queixou de ter recebido ameaças, foi assassinado ao deixar um estádio em Quito após realizar um comício de campanha, disseram autoridades.

Lasso declarou estado de emergência por dois meses na quinta-feira após o assassinato, mas disse que as eleições gerais marcadas para 20 de agosto aconteceriam conforme o planejado.

CANDIDATO À ELEIÇÃO DO EQUADOR VILLAVICENCE
O candidato presidencial equatoriano Fernando Villavicencio fala aos jornalistas em sua chegada ao Ministério Público em Quito, 8 de agosto de 2023.

RODRIGO BUENDIA/AFP/Getty


“Enfurecido e chocado com o assassinato do candidato presidencial Fernando Villavicencio”, disse o presidente em um comunicado nas redes sociais, atribuindo o assassinato ao “crime organizado”.

“Pela sua memória e pela sua luta, garanto-vos que este crime não ficará impune.”

Villavicencio foi o segundo candidato mais popular na corrida presidencial, de acordo com pesquisas de opinião recentes.

“As Forças Armadas a partir deste momento estão mobilizadas em todo o território nacional para garantir a segurança dos cidadãos, a tranquilidade do país e as eleições livres e democráticas de 20 de agosto”, afirmou Lasso numa intervenção no YouTube.

O presidente também declarou três dias de luto nacional “para homenagear a memória de um patriota, de Fernando Villavicencio Valencia”.

“Trata-se de um crime político que adquire carácter terrorista e não temos dúvidas de que este homicídio é uma tentativa de sabotar o processo eleitoral”, acrescentou.

Lasso disse que não tentará a reeleição.

Candidato presidencial do Equador morto
Um veículo crivado de balas é cercado por policiais que guardam o hospital para onde vários dos feridos foram levados após um ataque no qual o candidato presidencial Fernando Villavicencio foi morto a tiros em Quito, Equador, em 9 de agosto de 2023.

Juan Diego Montenegro/AP


A presidente do Conselho Nacional Eleitoral, Diana Atamaint, disse que “a data das eleições marcadas para 20 de agosto permanece inalterada”.

Outras nove pessoas ficaram feridas no tiroteio, incluindo um candidato ao parlamento nacional e dois policiais, disseram os promotores.

Um dos supostos agressores foi baleado e morto por seguranças. E a polícia detonou um dispositivo explosivo plantado na área, disse o investigador principal Alain Luna.

Carlos Figueroa, um amigo de Villavicencio que estava com ele durante o ataque, disse à mídia local que os atacantes dispararam cerca de 30 tiros.

“Eles o emboscaram do lado de fora” do ginásio, disse Figueroa. “Alguns (dos presentes) até pensaram que eram fogos de artifício.”

O principal jornal do país, El Universo, informou que Villavicencio foi assassinado “à dudista e com três tiros na cabeça”.

Posteriormente, os promotores disseram que outros seis suspeitos foram presos em buscas realizadas no sul de Quito e em uma cidade vizinha, e que o corpo de Villavicencio foi levado a uma delegacia de polícia e passaria por uma autópsia.

Nos últimos anos, o Equador foi afetado por uma uma onda de violência ligada ao narcotráfico que, em pleno processo eleitoral, já provocou a morte de um autarca e de um candidato a deputado.

TOPSHOT-EQUADOR-CRIME-VIOLÊNCIA-GANGS-Prisioneiros
Policiais nacionais trabalham na cena do crime de um ataque a uma viatura onde dois policiais foram mortos no bairro Maria Piedad em Duran, Equador, em 1º de novembro de 2022.

GERARDO MENOSCAL/AFP/Getty


O taxa de homicídios dobrou entre 2021 e 2022.

“O crime organizado foi longe demais, mas todo o peso da lei será aplicado a eles”, disse Lasso em seu post.

De acordo com as últimas pesquisas, Villavicencio, um ex-jornalista que escreveu sobre corrupção e serviu no parlamento, ficou com 13% dos votos, atrás da advogada Luisa Gonzalez, que é próxima do ex-presidente de esquerda Rafael Correa.

Gonzalez e outros candidatos presidenciais denunciaram o assassinato e disseram que estavam suspendendo suas campanhas, informou a mídia local.

“Jamais permitiremos que tais ações fiquem impunes. Quando atingem um, atingem a todos. Quando a vida de um está em risco, a vida de todos está em risco”, escreveu González nas redes sociais.

O presidente do Tribunal Nacional, Ivan Saquicela, chamou o assassinato de Villavicencio de “muito doloroso para o país”.

“Estou muito magoado e muito preocupado com o Equador”, disse ele.

Também os Estados Unidos, Espanha, Chile e a missão de observação da Organização dos Estados Americanos condenaram o crime.

“Estamos horrorizados com o trágico ataque… A violência não pode vencer. A democracia pode”, disse o embaixador da União Europeia no Equador, Charles-Michel Geurts, em um tuíte.

Como jornalista, Villavicencio desvendou um esquema de corrupção pelo qual o ex-presidente Correa (2007-2017) foi condenado a oito anos de prisão.

Villavicencio mais tarde serviu como presidente do comitê de supervisão legislativa, onde continuou a denunciar a corrupção.

O político denunciou este mês que ele e sua equipe estavam recebendo ameaças supostamente vindas do líder de uma quadrilha ligada ao narcotráfico.

“Apesar das novas ameaças, continuaremos lutando pelo bravo povo do nosso #Equador”, disse na época.

Atamaint, chefe do conselho eleitoral, disse ainda que vários membros da sua organização, responsável pela fiscalização das eleições, receberam ameaças de morte.

O presidente Lasso enviou uma mensagem à família de Villavicencio.

“Minha solidariedade e minhas condolências com sua esposa e filhas”, disse ele em seu post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Nove pessoas tentando entrar nos EUA pelo Canadá são resgatadas de um pântano subcongelante

Cruzamentos de migrantes na fronteira canadense disparam Várias agências de emergência e…

Acidente de trem na Índia causado por erro no sistema de sinalização, diz autoridade

Um erro no sistema de sinalização eletrônica levou a o descarrilamento do…

VÍDEO: ASSISTA: Ucranianos desviam de bombas e balas para resgatar cães e gatos presos em enchentes

Depois que a represa em Nova Kakhovka, no sul da Ucrânia, explodiu…

Caso misterioso de morte de ouriços-do-mar no Caribe foi resolvido por cientistas

Parecia haver uma praga mortal à espreita sob as águas azuis cristalinas…

VÍDEO: Assista: calor chega a 46°C em Valência, na Espanha

Atualizado: 10/08/2023 – 20:42 Onda de calor atinge Valência, no leste da…

Deportar os invasivos “hipopótamos da cocaína” de Pablo Escobar da Colômbia tem um preço alto

A Colômbia disse na quarta-feira que está avançando no transferência de 70…

Repórter investigativo turco Baris Pehlivan condenado à prisão – via mensagem de texto

Mesmo em um país que detém regularmente o recorde mundial de prisão…

VÍDEO: ASSISTA: Serviço de Emergência da Ucrânia divulga imagens das consequências de Zaporizhzhia

Atualizado: 10/08/2023 – 13:08 Em imagens divulgadas pelo Serviço de Emergência da…

Turista americano baleado na perna em cidade turística na costa caribenha do México

Novos detalhes surgem no caso de sequestro no México Um turista americano…

O Talibã prende o proeminente ativista educacional afegão Matiullah Wesa, fundador da organização Pen Path

Afeganistão regime talibã prendeu um conhecido ativista educacional esta semana por seu…

Coroação do rei Carlos III apresentará fragmentos da “Cruz Verdadeira” oferecida pelo Papa Francisco

Aproxima-se a coroação do rei Carlos III Papa Francisco deu ao rei…

Turista mexicano é morto a tiros durante assalto na cidade turística de Tulum

Um turista mexicano foi morto a tiros no resort de Tulum, na…

Por trás da fabricação do café panamenho de US$ 100 a xícara

O Panamá produz alguns dos melhores cafés do mundo, mas nenhuma bebida…

Polônia planeja enviar 10.000 soldados na fronteira com a Bielorrússia como ‘dissuasão’

O membro da OTAN alertou recentemente sobre a ameaça representada pelos mercenários…

“Peixe mais profundo do mundo” capturado pela câmera pela primeira vez por cientistas – mais de 27.000 pés abaixo da superfície

Uma grande iniciativa de pesquisa para explorar criaturas do fundo do mar…

Veja: Como estão a ser gastos os fundos da UE e se é suficientemente transparente?

Nesta edição de Bruxelas, meu amor?, discutimos tudo sobre o dinheiro da…

8 detidos em ataques antiterroristas de âmbito nacional na Bélgica

Bruxelas — Policiais da Bélgica prenderam oito pessoas durante operações de contraterrorismo…

Relembrando o jornalista assassinado George Polk

Relembrando o jornalista assassinado da CBS, George Polk Relembrando o jornalista assassinado…

O presidente francês Emmanuel Macron se volta para Xi Jinping da China para pressionar pelas negociações de paz Rússia-Ucrânia

Paris — Em uma visita de Estado à China, o presidente francês…

Protestos na França mostram sinais de esfriamento

Protestos na França mostram sinais de esfriamento – CBS News Assista as…