Um candidato presidencial equatoriano conhecido por se manifestar contra os cartéis e a corrupção foi baleado e morto na quarta-feira em um comício político na capital, em meio a uma onda surpreendente de violência liderada por gangues no país sul-americano.

O presidente Guillermo Lasso confirmou o assassinato de Fernando Villavicencio e sugeriu que o crime organizado estava por trás de seu assassinato, menos de duas semanas antes da eleição presidencial de 20 de agosto.

ANÚNCIO

“Garanto a vocês que este crime não ficará impune”, disse Lasso em um comunicado. “O crime organizado foi longe demais, mas eles sentirão todo o peso da lei.”

O gabinete do procurador-geral do Equador disse que um suspeito morreu sob custódia devido aos ferimentos sofridos em um tiroteio após o assassinato, e a polícia deteve seis suspeitos após batidas em Quito.

Em seu discurso final, antes de ser morto, Villavicencio prometeu a uma multidão enfurecida que acabaria com a corrupção e prenderia os “ladrões” do país.

Antes do tiroteio, Villavicencio disse ter recebido várias ameaças de morte, inclusive de afiliados do cartel mexicano de Sinaloa, um dos vários grupos internacionais do crime organizado que agora operam no Equador. Ele disse que sua campanha representa uma ameaça para esses grupos.

“Aqui estou mostrando minha cara. Não tenho medo deles”, disse Villavicencio em um comunicado, nomeando o chefe do crime detido José Adolfo Macías por seu pseudônimo “Fito”.

Villavicencio era um dos oito candidatos, embora não fosse o favorito. O político, de 59 anos, era candidato pelo Movimento Construir Equador.

A apoiadora Ida Paez disse que a campanha de Villavicencio lhe deu esperança de que o país possa vencer as gangues. No comício, ela disse: “Ficamos felizes. Fernando até dançou. Suas últimas palavras foram, se alguém mexer com o povo, está mexendo com a minha família”.

À medida que os narcotraficantes começaram a usar os portos costeiros do país, os equatorianos sofreram com a violência que não se via há décadas. Os sons de tiros ressoam em muitas grandes cidades enquanto gangues rivais lutam pelo controle e as gangues recrutam crianças. No mês passado, o prefeito da cidade portuária de Manta foi baleado e morto. Em 26 de julho, Lasso declarou estado de emergência cobrindo duas províncias e o sistema prisional do país em um esforço para conter a violência.

O ex-vice-presidente e candidato Otto Sonnenholzner disse em entrevista coletiva após o assassinato de quarta-feira: “Estamos morrendo, nos afogando em um mar de lágrimas e não merecemos viver assim. Exigimos que você faça alguma coisa.”

Vídeos da manifestação nas redes sociais parecem mostrar Villavicencio saindo do evento cercado por guardas. O vídeo então mostra o candidato entrando em uma caminhonete branca antes que os tiros sejam ouvidos, seguidos de gritos e comoção ao redor da caminhonete. Esta sequência de eventos foi confirmada à Associated Press por Patricio Zuquilanda, assessor de campanha de Villavicencio.

Zuquilanda disse que o candidato havia recebido pelo menos três ameaças de morte antes do tiroteio, que ele denunciou às autoridades, resultando em uma detenção. Ele pediu às autoridades internacionais que tomem medidas contra a violência, atribuindo-a ao aumento da violência e ao tráfico de drogas.

ANÚNCIO

“O povo equatoriano está chorando e o Equador está mortalmente ferido”, disse ele. “A política não pode levar à morte de nenhum membro da sociedade.”

Villavicencio foi uma das vozes mais críticas do país contra a corrupção, especialmente durante o governo 2007-2017 do presidente Rafael Correa.

Ele também foi um jornalista independente que investigou a corrupção em governos anteriores, entrando posteriormente na política como ativista anticorrupção.

Villavicencio apresentou muitas queixas judiciais contra membros do alto escalão do governo Correa, inclusive contra o próprio ex-presidente. Ele foi condenado a 18 meses de prisão por difamação por suas críticas a Correa e fugiu para território indígena no Equador, recebendo posteriormente asilo no vizinho Peru.

Edison Romo, ex-coronel da inteligência militar, disse que as denúncias anticorrupção fizeram de Villavicencio “uma ameaça para as organizações criminosas internacionais”.

ANÚNCIO

Lasso, um ex-banqueiro conservador, foi eleito em 2021 com uma plataforma favorável aos negócios e entrou em conflito desde o início com a coalizão majoritária de esquerda na Assembleia Nacional.

Uma eleição antecipada foi convocada depois que Lasso dissolveu a Assembleia Nacional por decreto em maio, em um movimento para evitar ser acusado de acusações de que ele não interveio para encerrar um contrato defeituoso entre a empresa estatal de transporte de petróleo e uma empresa privada de petroleiros.

A constituição do Equador inclui uma cláusula que permite ao presidente dissolver a assembléia durante uma crise política, mas exige novas eleições tanto para a assembléia quanto para a presidência.

O país enfrentou uma série de convulsões políticas nos últimos anos.

As autoridades disseram que pelo menos nove outras pessoas ficaram feridas no tiroteio de quarta-feira, incluindo oficiais e um candidato ao Congresso, no que descreveram como um “ato terrorista”.

ANÚNCIO

O assassinato foi recebido com protestos por outros candidatos que exigiam ação, com a candidata presidencial Luisa González, do partido Revolução Cidadã, dizendo “quando eles tocam em um de nós, tocam em todos nós”.

Villavicencio era casado e deixa cinco filhos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Nove pessoas tentando entrar nos EUA pelo Canadá são resgatadas de um pântano subcongelante

Cruzamentos de migrantes na fronteira canadense disparam Várias agências de emergência e…

Acidente de trem na Índia causado por erro no sistema de sinalização, diz autoridade

Um erro no sistema de sinalização eletrônica levou a o descarrilamento do…

VÍDEO: ASSISTA: Ucranianos desviam de bombas e balas para resgatar cães e gatos presos em enchentes

Depois que a represa em Nova Kakhovka, no sul da Ucrânia, explodiu…

Caso misterioso de morte de ouriços-do-mar no Caribe foi resolvido por cientistas

Parecia haver uma praga mortal à espreita sob as águas azuis cristalinas…

VÍDEO: Assista: calor chega a 46°C em Valência, na Espanha

Atualizado: 10/08/2023 – 20:42 Onda de calor atinge Valência, no leste da…

Deportar os invasivos “hipopótamos da cocaína” de Pablo Escobar da Colômbia tem um preço alto

A Colômbia disse na quarta-feira que está avançando no transferência de 70…

Repórter investigativo turco Baris Pehlivan condenado à prisão – via mensagem de texto

Mesmo em um país que detém regularmente o recorde mundial de prisão…

VÍDEO: ASSISTA: Serviço de Emergência da Ucrânia divulga imagens das consequências de Zaporizhzhia

Atualizado: 10/08/2023 – 13:08 Em imagens divulgadas pelo Serviço de Emergência da…

Turista americano baleado na perna em cidade turística na costa caribenha do México

Novos detalhes surgem no caso de sequestro no México Um turista americano…

O Talibã prende o proeminente ativista educacional afegão Matiullah Wesa, fundador da organização Pen Path

Afeganistão regime talibã prendeu um conhecido ativista educacional esta semana por seu…

Coroação do rei Carlos III apresentará fragmentos da “Cruz Verdadeira” oferecida pelo Papa Francisco

Aproxima-se a coroação do rei Carlos III Papa Francisco deu ao rei…

Turista mexicano é morto a tiros durante assalto na cidade turística de Tulum

Um turista mexicano foi morto a tiros no resort de Tulum, na…

Por trás da fabricação do café panamenho de US$ 100 a xícara

O Panamá produz alguns dos melhores cafés do mundo, mas nenhuma bebida…

Polônia planeja enviar 10.000 soldados na fronteira com a Bielorrússia como ‘dissuasão’

O membro da OTAN alertou recentemente sobre a ameaça representada pelos mercenários…

“Peixe mais profundo do mundo” capturado pela câmera pela primeira vez por cientistas – mais de 27.000 pés abaixo da superfície

Uma grande iniciativa de pesquisa para explorar criaturas do fundo do mar…

Veja: Como estão a ser gastos os fundos da UE e se é suficientemente transparente?

Nesta edição de Bruxelas, meu amor?, discutimos tudo sobre o dinheiro da…

8 detidos em ataques antiterroristas de âmbito nacional na Bélgica

Bruxelas — Policiais da Bélgica prenderam oito pessoas durante operações de contraterrorismo…

Relembrando o jornalista assassinado George Polk

Relembrando o jornalista assassinado da CBS, George Polk Relembrando o jornalista assassinado…

O presidente francês Emmanuel Macron se volta para Xi Jinping da China para pressionar pelas negociações de paz Rússia-Ucrânia

Paris — Em uma visita de Estado à China, o presidente francês…

Protestos na França mostram sinais de esfriamento

Protestos na França mostram sinais de esfriamento – CBS News Assista as…