O presidente deposto do Níger está ficando sem comida e em condições cada vez mais terríveis duas semanas depois de ter sido deposto em um golpe militar e colocado em prisão domiciliar, disse um conselheiro na quarta-feira.

O Departamento de Estado dos EUA expressou profunda preocupação com a “deterioração das condições” de sua detenção.

ANÚNCIO

O presidente Mohamed Bazoum, líder democraticamente eleito da nação da África Ocidental, está detido no palácio presidencial em Niamey com sua esposa e filho desde que soldados amotinados se moveram contra ele em 26 de julho.

A família vive sem eletricidade e só tem arroz e enlatados para comer, disse o assessor. Bazoum continua bem de saúde por enquanto e nunca renunciará, segundo o assessor, que não foi autorizado a discutir a delicada situação com a mídia e falou sob condição de anonimato.

O partido político de Bazoum emitiu um comunicado confirmando as condições de vida do presidente e disse que a família também estava sem água corrente.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, falou com Bazoum na terça-feira sobre os recentes esforços diplomáticos, disse um comunicado, e Blinken “enfatizou que a segurança do presidente Bazoum e de sua família é fundamental”. A declaração do Departamento de Estado na quarta-feira pediu sua libertação imediata.

Esta semana, a nova junta militar do Níger tomou medidas para se consolidar no poder e rejeitou os esforços internacionais de mediação. Na quarta-feira, acusou a ex-colonizadora França de tentar desestabilizar o país, violar seu espaço aéreo fechado e desacreditar os líderes da junta. Os ministérios das Relações Exteriores e da Defesa da França em uma declaração conjunta consideraram as alegações infundadas.

Na segunda-feira, a junta nomeou um novo primeiro-ministro, o economista civil Ali Mahaman Lamine Zeine. Ele é um ex-ministro da Economia e Finanças que deixou o cargo depois que um golpe anterior em 2010 derrubou o governo na época. Zeine mais tarde trabalhou no Banco Africano de Desenvolvimento.

“O estabelecimento de um governo é significativo e sinaliza, pelo menos para a população, que eles têm um plano em andamento, com o apoio de todo o governo”, disse Aneliese Bernard, ex-funcionária do Departamento de Estado especializada em assuntos africanos e agora diretor da Strategic Stabilization Advisors, um grupo de consultoria de risco.

A junta também se recusou a admitir equipes de meditação das Nações Unidas, da União Africana e do bloco regional da África Ocidental CEDEAO, citando “razões evidentes de segurança nesta atmosfera de ameaça”, segundo uma carta vista pela Associated Press.

A CEDEAO ameaçou usar força militar se a junta não restabelecesse Bazoum até domingo, um prazo que a junta ignorou e que passou sem ação da CEDEAO. O bloco deve se reunir novamente na quinta-feira para discutir a situação.

Faz exatamente duas semanas desde que soldados detiveram Bazoum e tomaram o poder pela primeira vez, alegando que poderiam fazer um trabalho melhor protegendo a nação da violência jihadista. Grupos ligados à Al Qaeda e ao grupo Estado Islâmico devastaram a região do Sahel, uma vasta extensão ao sul do deserto do Saara que inclui parte do Níger.

A maioria dos analistas e diplomatas disse que a justificativa apresentada para o golpe não teve peso e que a tomada resultou de uma disputa de poder entre o presidente e o chefe de sua guarda presidencial, o general Abdourahmane Tchiani, que agora diz governar o país.

ANÚNCIO

O golpe foi um golpe para muitos países do Ocidente, que viam o Níger como um dos últimos parceiros democráticos na região com os quais poderiam trabalhar para combater a ameaça extremista. É também um importante fornecedor de urânio.

Os parceiros do Níger ameaçaram cortar centenas de milhões de dólares em assistência militar se não retornar ao regime constitucional.

Enquanto a crise se arrasta, os 25 milhões de habitantes do Níger estão arcando com o peso. É um dos países mais pobres do mundo, e muitos nigerianos vivem precariamente e dizem que estão muito focados em encontrar comida para suas famílias para prestar muita atenção à crise crescente.

As severas sanções econômicas e de viagens impostas pela CEDEAO desde o golpe fizeram com que os preços dos alimentos subissem em até cinco por cento, segundo comerciantes. Erkmann Tchibozo, dono de uma loja do vizinho Benin que trabalha na capital do Níger, Niamey, disse que tem sido difícil conseguir qualquer coisa no país para abastecer sua loja perto do aeroporto.

Se continuar assim, a situação vai ficar muito difícil, disse.

ANÚNCIO

A junta fechou o espaço aéreo do Níger esta semana e suspendeu temporariamente a autorização para voos diplomáticos de países amigos e parceiros, segundo o Ministério das Relações Exteriores.

A vice-secretária de Estado interina dos EUA, Victoria Nuland, se reuniu com os líderes do golpe, mas disse que eles se recusaram a permitir que ela se encontrasse com Bazoum. Ela descreveu os oficiais amotinados como não receptivos aos seus apelos para iniciar negociações e restaurar o regime constitucional.

Os Estados Unidos têm cerca de 1.100 militares no país e veem o Níger como um parceiro estratégico e confiável na região.

Ainda assim, Nuland fez mais progressos do que outras delegações. Uma delegação anterior da CEDEAO foi impedida de deixar o aeroporto.

Não está claro quanta coordenação está envolvida nos vários esforços de mediação. Alguns especialistas temem que, se o trabalho não for coordenado, isso possa prejudicar a CEDEAO.

ANÚNCIO

“Acho que os EUA chegariam a um modus vivendi com esta junta se a junta se mostrasse particularmente receptiva aos interesses dos EUA, mas isso não parece estar na mesa por enquanto”, disse Alexander Thurston, professor assistente de ciência política na da Universidade de Cincinnati.

Analistas dizem que quanto mais tempo demorar para encontrar uma solução, mais tempo a junta terá para se aprofundar e menos ímpeto haverá para derrubá-la. Outras nações africanas também estão divididas sobre como proceder.

Os vizinhos Mali e Burkina Faso, ambos administrados por regimes militares, se aliaram à junta e alertaram que a intervenção no Níger seria “equivalente a uma declaração de guerra” contra eles. Em uma carta conjunta enviada na terça-feira à ONU, os dois países apelaram para que a organização “evite por todos os meios à sua disposição uma ação armada contra um estado soberano”.

Mali e Burkina Faso também enviaram representantes a Niamey esta semana para discutir opções militares. Funcionários de todos os lados disseram que as negociações foram bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Nove pessoas tentando entrar nos EUA pelo Canadá são resgatadas de um pântano subcongelante

Cruzamentos de migrantes na fronteira canadense disparam Várias agências de emergência e…

Acidente de trem na Índia causado por erro no sistema de sinalização, diz autoridade

Um erro no sistema de sinalização eletrônica levou a o descarrilamento do…

VÍDEO: ASSISTA: Ucranianos desviam de bombas e balas para resgatar cães e gatos presos em enchentes

Depois que a represa em Nova Kakhovka, no sul da Ucrânia, explodiu…

Caso misterioso de morte de ouriços-do-mar no Caribe foi resolvido por cientistas

Parecia haver uma praga mortal à espreita sob as águas azuis cristalinas…

VÍDEO: Assista: calor chega a 46°C em Valência, na Espanha

Atualizado: 10/08/2023 – 20:42 Onda de calor atinge Valência, no leste da…

Deportar os invasivos “hipopótamos da cocaína” de Pablo Escobar da Colômbia tem um preço alto

A Colômbia disse na quarta-feira que está avançando no transferência de 70…

Repórter investigativo turco Baris Pehlivan condenado à prisão – via mensagem de texto

Mesmo em um país que detém regularmente o recorde mundial de prisão…

VÍDEO: ASSISTA: Serviço de Emergência da Ucrânia divulga imagens das consequências de Zaporizhzhia

Atualizado: 10/08/2023 – 13:08 Em imagens divulgadas pelo Serviço de Emergência da…

Turista americano baleado na perna em cidade turística na costa caribenha do México

Novos detalhes surgem no caso de sequestro no México Um turista americano…

O Talibã prende o proeminente ativista educacional afegão Matiullah Wesa, fundador da organização Pen Path

Afeganistão regime talibã prendeu um conhecido ativista educacional esta semana por seu…

Coroação do rei Carlos III apresentará fragmentos da “Cruz Verdadeira” oferecida pelo Papa Francisco

Aproxima-se a coroação do rei Carlos III Papa Francisco deu ao rei…

Turista mexicano é morto a tiros durante assalto na cidade turística de Tulum

Um turista mexicano foi morto a tiros no resort de Tulum, na…

Por trás da fabricação do café panamenho de US$ 100 a xícara

O Panamá produz alguns dos melhores cafés do mundo, mas nenhuma bebida…

Polônia planeja enviar 10.000 soldados na fronteira com a Bielorrússia como ‘dissuasão’

O membro da OTAN alertou recentemente sobre a ameaça representada pelos mercenários…

“Peixe mais profundo do mundo” capturado pela câmera pela primeira vez por cientistas – mais de 27.000 pés abaixo da superfície

Uma grande iniciativa de pesquisa para explorar criaturas do fundo do mar…

Veja: Como estão a ser gastos os fundos da UE e se é suficientemente transparente?

Nesta edição de Bruxelas, meu amor?, discutimos tudo sobre o dinheiro da…

8 detidos em ataques antiterroristas de âmbito nacional na Bélgica

Bruxelas — Policiais da Bélgica prenderam oito pessoas durante operações de contraterrorismo…

Relembrando o jornalista assassinado George Polk

Relembrando o jornalista assassinado da CBS, George Polk Relembrando o jornalista assassinado…

O presidente francês Emmanuel Macron se volta para Xi Jinping da China para pressionar pelas negociações de paz Rússia-Ucrânia

Paris — Em uma visita de Estado à China, o presidente francês…

Protestos na França mostram sinais de esfriamento

Protestos na França mostram sinais de esfriamento – CBS News Assista as…