Após vários incidentes de queima do Alcorão na Suécia, os países muçulmanos apoiaram uma resolução da ONU condenando a façanha.

O Conselho de Direitos Humanos da ONU adotou uma resolução na quarta-feira condenando a queima do Alcorão como um ato de ódio religioso, apesar das advertências de várias nações de que o texto pode restringir a liberdade de expressão.

O Paquistão solicitou a discussão urgente em nome de vários países, após incidentes em que o livro sagrado do Islã foi queimado na Suécia.

28 dos 47 membros do Conselho o aprovaram, incluindo China, Ucrânia e a maioria dos países africanos. Houve sete abstenções e doze estados votaram contra, incluindo França, Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos.

A resolução condena “toda a defesa e manifestações de ódio religioso, incluindo recentes profanações públicas e premeditadas do Alcorão”, pedindo aos países que promulguem leis para processar os responsáveis.

A ONU solicitou a identificação dos países sem essa legislação e a organização de uma mesa redonda de especialistas para examinar o assunto.

O embaixador do Paquistão, Khalil Hashmi, descreveu o texto como equilibrado, sem apontar o dedo para nenhum estado em particular.

Mas vários países, a maioria deles ocidentais, expressaram sua oposição às leis de blasfêmia durante os debates de quarta-feira, ao mesmo tempo em que condenaram veementemente os incidentes na Suécia.

Os Estados Unidos, a União Européia e o Reino Unido pediram que outros votassem contra a resolução.

“Lamentamos ter que votar contra este texto desequilibrado, mas ele contradiz as posições que há muito mantemos sobre a liberdade de expressão”, disse a embaixadora americana Michèle Taylor.

Alguns países latino-americanos se abstiveram, incluindo México e Honduras, insistindo que era necessário mais tempo para negociar e chegar a um consenso.

A Costa Rica, que também votou contra a resolução, disse antes da votação que “qualquer expressão crítica às religiões não constitui em si uma incitação à violência e à discriminação”.

Em 28 de junho, um refugiado iraquiano na Suécia queimou algumas páginas de uma cópia do Alcorão em frente à maior mesquita de Estocolmo durante o feriado de Eid al-Adha celebrado por muçulmanos em todo o mundo.

A polícia sueca autorizou a reunião, durante a qual o livro sagrado foi vandalizado.

Mas posteriormente abriram uma investigação por “agitação contra um grupo étnico”, alegando que o incêndio ocorreu em frente a uma mesquita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Nove pessoas tentando entrar nos EUA pelo Canadá são resgatadas de um pântano subcongelante

Cruzamentos de migrantes na fronteira canadense disparam Várias agências de emergência e…

Acidente de trem na Índia causado por erro no sistema de sinalização, diz autoridade

Um erro no sistema de sinalização eletrônica levou a o descarrilamento do…

VÍDEO: ASSISTA: Ucranianos desviam de bombas e balas para resgatar cães e gatos presos em enchentes

Depois que a represa em Nova Kakhovka, no sul da Ucrânia, explodiu…

Caso misterioso de morte de ouriços-do-mar no Caribe foi resolvido por cientistas

Parecia haver uma praga mortal à espreita sob as águas azuis cristalinas…

VÍDEO: Assista: calor chega a 46°C em Valência, na Espanha

Atualizado: 10/08/2023 – 20:42 Onda de calor atinge Valência, no leste da…

Deportar os invasivos “hipopótamos da cocaína” de Pablo Escobar da Colômbia tem um preço alto

A Colômbia disse na quarta-feira que está avançando no transferência de 70…

Repórter investigativo turco Baris Pehlivan condenado à prisão – via mensagem de texto

Mesmo em um país que detém regularmente o recorde mundial de prisão…

VÍDEO: ASSISTA: Serviço de Emergência da Ucrânia divulga imagens das consequências de Zaporizhzhia

Atualizado: 10/08/2023 – 13:08 Em imagens divulgadas pelo Serviço de Emergência da…

Coroação do rei Carlos III apresentará fragmentos da “Cruz Verdadeira” oferecida pelo Papa Francisco

Aproxima-se a coroação do rei Carlos III Papa Francisco deu ao rei…

O Talibã prende o proeminente ativista educacional afegão Matiullah Wesa, fundador da organização Pen Path

Afeganistão regime talibã prendeu um conhecido ativista educacional esta semana por seu…

Turista americano baleado na perna em cidade turística na costa caribenha do México

Novos detalhes surgem no caso de sequestro no México Um turista americano…

Turista mexicano é morto a tiros durante assalto na cidade turística de Tulum

Um turista mexicano foi morto a tiros no resort de Tulum, na…

Por trás da fabricação do café panamenho de US$ 100 a xícara

O Panamá produz alguns dos melhores cafés do mundo, mas nenhuma bebida…

Polônia planeja enviar 10.000 soldados na fronteira com a Bielorrússia como ‘dissuasão’

O membro da OTAN alertou recentemente sobre a ameaça representada pelos mercenários…

“Peixe mais profundo do mundo” capturado pela câmera pela primeira vez por cientistas – mais de 27.000 pés abaixo da superfície

Uma grande iniciativa de pesquisa para explorar criaturas do fundo do mar…

8 detidos em ataques antiterroristas de âmbito nacional na Bélgica

Bruxelas — Policiais da Bélgica prenderam oito pessoas durante operações de contraterrorismo…

Veja: Como estão a ser gastos os fundos da UE e se é suficientemente transparente?

Nesta edição de Bruxelas, meu amor?, discutimos tudo sobre o dinheiro da…

Relembrando o jornalista assassinado George Polk

Relembrando o jornalista assassinado da CBS, George Polk Relembrando o jornalista assassinado…

Protestos na França mostram sinais de esfriamento

Protestos na França mostram sinais de esfriamento – CBS News Assista as…

O presidente francês Emmanuel Macron se volta para Xi Jinping da China para pressionar pelas negociações de paz Rússia-Ucrânia

Paris — Em uma visita de Estado à China, o presidente francês…